webleads-tracker

Novastock.pt > Informação e regulamentação > Regulamentação e Inventário > Datas, frequência e motivações dos Inventários

Datas e Frequências de Inventário

Definição:

 

Inventário parcial: é uma comprovação das provisões que consiste um inventario físico por sector ou família (armazém, loja ou fabrica) e uma actualização das mostras controladas. (situe a sua diferença (vinculo a “situe diferenças”))

 

Inventario Exaustivo: É uma comprovação total das existências de um determinado negocio. O Inventario físico é necessário para conhecer as existências e verificar-las, comparando, com uma previsão teórica, e de esse modo conhecer o desvio, perda.

 

Quando se realiza o inventario?

 

A pesar de não existir uma tipificação legal expressa e directa sobre a obrigatoriedade de realizar inventários. O Código Comercial Português faz referencia há necessidade de ter um controlo das existências através de um inventário, como também do fecho do mesmo durante o exercício económico anual.

 

A continuação encontrarão os artigos do Código Comercial Português que fazem referencia á dita questão.

 

Actualizado até ao DL 76-A/2006, de 29/03

Art.º 32.º - Legalização de livros

  1. É obrigatória a legalização dos livros dos comerciantes, inventário e balanços e diário, bem como a dos livros das actas da assembleia geral das sociedades.
  2. É permitida a legalização de livros escriturados mediante menção do facto no termo de abertura.
  3. A legalização só é feita depois de pagas as importâncias determinadas na lei.

 

Art.º 33.º - Escrituração do livro de inventário e balanços

O livro de inventário e balanços começará pelo arrolamento de todo o activo e passivo do comerciante, fixando a diferença entre aquele e este, o capital que entra em comércio, e servirá para nele se lançarem, dentro dos prazos legais, os balanços a que tem de proceder.

 

Neste sento  é necessário realizar, como mínimo, um inventário cada 12 meses, para controlar as existências e o valor dos elementos activos e passivos do seu património. Este inventário deve assegurar:

  • a realidade das existências
  • a quem pertencem as existências
  • detectar a qualidade e o grau de rotação das existências.

Desde um ponto de vista fiscal, a empresa deve justificar a fiabilidade de do seu stock à data de liquidação do exercício económico.

O Código Comercial Português não obriga as empresas a fazer um inventario físico completo no dia de liquidação das contas anuais. Somente se a empresa não tem um sistema de actualização permanente das existências teóricas, é que se deve fazer um inventario nos dias de liquidação de contas anuais.

contact content

Inventário compartido, o que é?

Inventário realizado por Novastock em parceria coma sua equipa de loja ou armazém.

Saber mais

Porque alugar material de Inventário?

Se seja realizar um Inventário e de essa maneira aligeirar o seu pessoal, complete e optimize o vosso material de inventário, beneficiando-se de material e software fiáveis e de última geração

Saber mais